Morte Súbita e o Inverno

Olá a Todos!!!

Ontem eu dei uma aulinha sobre cuidados do recém nascido e um dos pontos que mais gerou polêmica e consternação entre os participantes foi a abordagem sobre a Síndrome Morte Súbita do Lactente – SMSL

Para quem não sabe ainda, a SMSL é um a entidade que engloba todas as doenças e fatores ambientais que levam uma criança menor de 1 ano de vida a morrer durante o sono sem causa aparente mesmo depois de toda a investigação médica, pericial ou policial. Se quiser saber mais sobre o assunto, acesse o www.pediatriavirtual.com/morte-subita/

Hoje sabemos que o mecanismo de morte é o sufocamento e que ela é responsável por até 80% das mortes em crianças entre 1 mês e 1 ano, a maioria entre 2 e 6 meses com predomínio no inverno.

Ninguém se conformava que a principal recomendação para a prevenção é a criança dormir de barriga para cima e não de lado como é ensinado em quase todo Brasil.
Essa recomendação não é recente, desde 1986 (sim mais de 30 anos) já existem países que realizam campanhas de orientação (Holanda, Estados Unidos) sobre a segurança do sono do Bebê.

Vou reforças as recomendações básicas:

  1. Dormir de Barriga para cima, nunca de lado e muito menos de bruços ou barriga para baixo.
  2. Dormir no quarto com os Pais, mas nunca na mesma cama, sempre em outra superfície seja berço, carrinho, bebê conforto ou algo similar.
  3. O local de dormir deve conter apenas o bebê, colchão e um lençol bem preso e esticado. Nada de bichos de pelúcia, travesseiros, protetores de berço, cobertas, fraldinhas, resumindo: NADA!!
  4. Evite o fume, drogas e álcool em qualquer quantidade
  5. Utilize roupas, sacos de dormir ou aquecedores. Não é recomendável a utilização de qualquer tipo de coberta, mesmo se você jurar que prendeu na lateral e debaixo do bracinho.
  6. Amamentação ao seio e chupeta protegem.
  7. Babás eletrônicas, rolinhos para evitar rolar ou qualquer outro dispositivo vendido como preventivo não funcionam!! Não adianta!!.

sids

Essas recomendações são mundiais e foram atualizadas em novembro de 2016 pela Academia Americana de Pediatria, simplesmente o órgão mais importante de pediatria do mundo.

Abraços

Dr. Christian Helfstein – CRM 119947

Médico Pediatra

Mudança em Breve

Olá para Todos!

Uma grande novidade para o mês de maio.

Eu mudarei de consultório no próximo mês para a rua Benedito Kuhl 890, bem perto da Santa Casa.

Finalmente uma salinha só minha com cara de consultório de pediatra.

Espero que todos gostem … Postarei algumas fotos assim que estiver tudo pronto!

Aaaahhhh e não se esqueçam da vacinação para gripe 2017 que já começou, veja alguns posts anteriores para saber mais. A eficácia desse ano 48% é um pouco menor que no ano passado.

Aqueles que estão na região de vacinação para Febre Amarela, as duas vacinas podem ser dadas em qualquer intervalo ou ordem, no mesmo dia ou em dias diferentes.

Abraços a todos

Atestados Médicos

Nessa época do ano, todas as pessoas ficam muito mais doentes, principalmente as crianças. Isso é um motivo de grande preocupação para muitos Pais e Mães que trabalham e não tem nenhuma pessoa para ajudar nos momentos em que a criança não pode comparecer a creche ou escola.

A causa dessa ausência geralmente não é programada, seu filho simplesmente amanhece doente ou a escola liga avisando de qualquer distúrbio em seu filho e o trabalho fica em segundo plano. Mesmo que seja uma simples dor de barriga, uma conjuntivite ou uma internação.

Muita CalmaAtestadoTenho dois textos que podem ajudar muito os Pais. Um deles é sobre qual o momento de levar os filhos ao médico e o outro sobre Atestados de Acompanhantes, clique nas figuras ao lado.

A Legislação brasileira é extremamente falha em relação aos Atestados de Acompanhantes e apenas em 2016 foi promulgada uma Lei que regulamenta esse procedimento. Tudo bem que quem fez essa Lei provavelmente nunca teve um filho ou se teve, com certeza ele tinha uma babá ou algum tipo de cuidador disponível.

Nossa magnifica Lei “garante” 01 (hum) dia de atestado ao ano para os Pais acompanharem os filhos em consultas pediátricas ou 2 dias ao Pai para acompanhar a companheira em consultas de pré-natal. Não existe menção nenhuma à internações ou acompanhamento de menor doente em casa. E eu não entendo a limitação aos 6 anos de idade do filho, aparentemente após essa idade, as crianças vão ao Pediatra sem acompanhante, pelo menos segundo nossos maravilhosos congressistas.

É rir para não chorar. É o retrato do Brasil!

O pior de tudo é que o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) garante que todo menor deve estar sempre acompanhado de um responsável durante internações hospitalares, mas não garante os direitos desse Pai ou Mãe.

Completamente incoerente. Todos os atestados não englobados nessa Lei são aceitos exclusivamente ao critério do Empregador, seja por um Regimento Interno, acordo Sindical ou sua própria vontade e bom humor no momento.

Abraços a todos

Dr. Christian Helfstein

Médico Pediatra – CRM 119.947

 

Obrigado pelos 100.000 acessos

Olá e Obrigado a Todos que participaram desses 100.000 acessos ao PediatriaVirtual.com e com a ajuda de todos, alcançaremos a marca de 20.000 acessos no mês e 1.000 acessos por dia nesse mês de março de 2017.

Gostaria de agradecer a todos que comentaram, leram, deram idéias e dicas seja via comentários, e-mails, Facebook e durante as consultas comigo.

Além dos Pais, que aliás eu adoro todos eles, mesmo aqueles que me mandam e-mails e mensagens todo os dias, eu gostaria de agradecer aos meus pacientes, meus Pequenos como gosto de chamar, pois eles são a minha verdadeira inspiração e de onde busca a força de vontade para escrever cada um dos meus textos no PediatriaVirtual.com

Agradeço a todos os pequenos Joãos, Pedros, Valentinas, Miguel, Isabelas, Barbaras, Rafaelas, Eloas, Enzos, Victor, Fernandas, Patrícias, Lucas e tantos outros que eu poderia escrever páginas e páginas de agradecimentos.

Obrigado a todos que me ajudaram nessa jornada.

Dr. Christian Helfstein

Médico Pediatra – CRM 119.947

Chegou a Temporada da Tosse

Com a chegada do outono e a sua teórica redução na temperatura e principalmente na umidade do ar, a ocorrência de Tosse nas crianças é cada vez mais frequente, seja por quadros alérgicos como a Rinite, Asma ou Sinusite, como por quadros infecciosos como Gripes, Resfriados, Bronquiolites, Pneumonias, Otites e Laringites.

A maioria dos quadros é de origem infecciosa, excetuando as crianças que já apresentam um diagnóstico prévio de alergia, sendo os resfriados os mais comuns. Em 20% das crianças, a Tosse após um simples resfriado pode durar mais de 15 dias, sem nenhum risco para a criança.

Lembrando que a Tosse é um mecanismo de defesa contra infecções, levando a expectoração e proteção contra engasgos, por isso, devemos evitar o uso de medicação que inibem a tosse.

Em relação a gravidade, a bronquiolite é disparada a maior causa de internação entre as crianças com as Enfermarias e UTI lotadas a partir de abril devido a essa doença viral tão frequente nos menores de 2 anos.

A melhor prevenção é a higiene das mãos. Você sabia que pode reduzir em 80% a transmissão de doenças paras as crianças apenas lavando as suas mãos e as mãos delas mais de 5 vezes ao dia, além de lavar nos momentos em que estiver efetivamente suja.

Clique abaixo para saber mais no PediatriaVirtual.com:

Bronquiolite ou Chiado no Peito do BebêGripes e ResfriadosTosse no Bebê e Criança

Dr Christian Helfstein

Médico Pediatra – CRM 119.947