Featured

2021 – Escolas, Covid e minha opinião

O retorno as aulas, vacinação e seus riscos são os principais fatores de preocupação de muitos pais, principalmente com um volume cada vez maior de pessoas, notícias e boatos relacionados a esses temas

Muitos Pais e seguidores do Facebook, Instagram e Youtube me perguntam minha opinião como Pai e Pediatra … terei que pontuar algumas coisas antes de minha conclusão.

  • Transmissibilidade:
    • Crianças realmente tem carga viral mais baixa e menos possibilidade de transmissão na teoria, mas a higiene deles com sua mania de colocar tudo na boca e mexer em tudo reduz um pouco esse argumento
    • me diga um pai ou mãe cujo filho não enfiou a mão dentre de nossa boca nariz ou olho de surpresa … e sabe lá aonde essa mão tinha passado antes kkkkkkk
  • Gravidade da doença
    • as crianças apresentam em média casos mais leves e muitas vezes assintomáticos.
    • lembrando que se vc vê alguém tossindo, vc se afasta, se protege, toma cuidados redobrados … mas crianças assintomáticas podem transmitir com mais facilidade pq ninguém deixa de beijar o filho ou neto que não tem tosse, coriza ou qualquer sintoma
  • Protocolos
    • as escolas em sua maioria estarão na teoria bem preparadas pra receber os alunos, mas se nem os adultos conseguem se manter de mascara, com a mão sendo higienizada com frequência, e etc, imagina uma criança
    • meu filho esquece de tomar banho, lavar a mão e dar descarga depois de ir ao banheiro e etc … acho difícil ele não tocar ou se contaminar na escola
  • Professores educadores e etc
    • não acho que seja obrigação deles além de educar, ter que se preocupar com troca de mascaras, se João ou Miguel se tocaram ou trocaram de borracha ou lápis … gerenciar 20, 30 ou 40 crianças é super difícil.
  • Perda de Aprendizado
    • isso eu não acredito
    • vivi numa época em que tínhamos greves frequentes na educação que as vezes duravam meses (só estudei a vida toda em colégios públicos até a faculdade, aonde tive 2 ou 3 meses de greve)
    • greve não tem aula online e nem tinhamos compensação de final de semana ou horários extra … ninguém ligava pra isso
  • Prática
    • tenho três exemplos para mostrar sobre retorno as aulas
      • EScola de meu filho retornou em outubro e em 2 meses teve apenas 2 casos … um retorno de 30 a 40 % doa alunos e meu filho permaneceu online
      • Portugal: aonde minha melhor amiga mora … a escola do filho teve alguns casos e está em funcionamento há 3 ou 4 meses .. nenhum caso grave em crianças
      • Alemanha aonde a mora os tios de meu filho também ficou meses aberta e com poucas casos em crianças. Hoje está fechada até final de janeiro

Então, podem ir tranquilos?

Não é tão simples juntar todas as informações e responder sim ou não porque propositalmente exclui o motivo de meu filho não ter ido pra escola até agora

Simplesmente pq todos focam nas crianças e na minha humilde opinião, o foco deveria ser os contactantes das crianças e funcionários das escolas

As escola não voltam com 100% da capacidade … Então ou haverá revezamento de dias ou de horários levando uma parte boa das crianças a permanecer com os avós ou outras pessoas mais velhas e possivelmente do grupo de risco

E esse é o verdadeiro risco pra abertura das escolas … Alguém ainda terá que ficar com essas crianças no período em que não estiverem na escola em período completo

Crianças tem grande chance de serem assintomáticas e mesmo com poucos vírus, tem chance de transmissão pois ninguém vai tomar super medidas de proteção ou restrição em casa se o netinho não tem nem tosse oi coriza.

Duvido que com o retorno às escolas alguém deixe de beijar ou abraçar os filhos ou netos.

Resumindo

Não acho que menores de 1 ou 2 anos devam retornar

E os maiores apenas aqueles que puderem ficar com alguém que não tenha fatores de risco no periodo que não estiver na escola.

Meu filho provavelmente vai, exceto se as aulas foram semana sim e semana não, mas ficará sem ver os avós até que sejam vacinados

Pegou Covid vacinado???

Foto por Karolina Grabowska em Pexels.com

Oiê

Em Israel, pais com quase 9 milhões de habitantes e unico a ultrapassar a marca de 1.000.000 de vacinados e mantém a vacinação a um ritmo superior a 125.000 doses ao dia, ocorreram mais de 200 casos de infecção comprovado por Covid mesmo após a vacina

Como pode?

Simples, a vacina da Pfizer é realizada com duas doses sendo que após 7 a 10 dias da primeira dose, a eficácia é de 50% e após alguns dias da segunda dose, a eficácia chega a mais de 90%.

Se você se expor nesse período de aproximadamente 30 a 40 dias após a primeira dose, a chance de pegar é de uns 50% … e se for na primeira semana, a chance é praticamente igual à de alguém não vacinado

Então a vacina vai ajudar muito, mas principalmente após 30 dias do inicio da vacinação … Quanto mais demora o inicio da vacina, maior a chance de entrarmos no inverno ainda com medidas restritivas

Abraços

Ano Novo, será que teremos vacina ?

Feliz ano novo … 2020 foi cheio de provações

Mas os fortes sobrevivem e se fortalecem

Aprendemos a valorizar o presença do outro, o carinho e companhia, além de nossa liberdade

48 países já estão vacinando

Será que o Brasil vai iniciar logo?

Dados do Butantã indicam após dia 25, e o ministério da saúde diz pelo menos 12 de fevereiro

Mais de 1 mês ainda e nem sabemos se teremos vacina

Enquanto isso Israel já vacinou 15% da população e se mantiver o ritmo, terá vacinado 60% até o final de janeiro

Que inveja

Dr Christian Helfstein

Pediatra

Papai Noel está chegando e com ele o lockdown aqui no estado de São Paulo … Aí ai … Ninguém merece Vejam o vídeo no https://youtu.be/WM4Q06KX45Q Instagram @pediatriavirtual Facebook @pediatriavirtualbr

Não sabe nada sobre as vacinas?

Oiê

Vocês entenderam a diferença entre a coronavac, vacina de Oxford, Johnson’s & Johnson’s, Moderna, Sputnik V e Pfizer ?



Eu também não estava entendendo muito kkkkkk

Vamos tentar entender os diferentes tipos, eficácia e mecanismo de funcionamento e liberação ?

https://youtu.be/7J224ASI-Jw

É só clicar e assistir esse vídeo

Quem ainda tiver dúvidas pode deixar comentários e eu respondo

Sei que ficou longo, 34 minutos mas acho que vale a pena

Abraços e obrigado a todos

Dr Christian Helfstein
Pediatra