banner - Novidades-novo

Primeiras consultas de Puericultura

Estas consultas são muito importantes, pois nessas consultas os pais devem adquirir confiança ao Pediatra. Caso esteja nesta fase, procure um pediatra indicado por alguém de confiança e principalmente que tenha um perfil que se adapte ao dos Pais.

Essa primeira consulta deveria ocorrer no máximo na primeira semana de vida da criança, mas no caso do Brasil, isso é praticamente impossível.

Serão citados os assuntos desde o nascimento até o primeiro mês de vida da criança, com todas as mudanças que ocorrem na vida do bebê, com a necessidade de adaptação ao nosso mundo externo e na vida das pessoas do seu convívio, que passam a dedicar um tempo razoável de suas vidas a esse pequenino ser que acabou de chegar ao mundo.

Esse é o período das olheiras e de extremo cansaço nos pais, pela a clássica troca do dia pela noite, a dificuldade inicial de amamentar, as temidas cólicas e os refluxos, além do longo período de adaptação que algumas crianças e pais precisam.

Aspectos Principais

  • Sono: os bebês nessa fase dormem muito, chegando de 18 – 20 horas por dia em alguns casos, eles acordam apenas para mamar ou chorar. O grande problema é que a maioria absoluta deles trocam o dia pela noite no primeiro mês. Lembre-se de sempre deixar o bebê dormir de barriga para cima.
  • Nariz Entupido, Tosse e Espirros: sendo mais frequentes até 1 ano de idade, todos são comuns, mas são considerados normais em crianças principalmente no período do outono e inverno, ou durante grandes variações de temperatura e umidade. Tratamento –  soro fisiológico, sendo de seringas, conta gotas ou sprays, apenas escolha o que você se adaptar melhor. Saiba que a maioria odeia limpar o nariz.
  • Alimentação: os bebês devem aprender a mamar e começar a ganhar peso na primeira semana, retornando ao peso de nascimento com 10-15 dias.
  • Peso e Crescimento: eles crescem e engordam muito no primeiro ano, nunca compre muitas roupas ou fralda de um mesmo tamanho. Veja as curvas de crescimento e ganho de peso aqui.
  • Vitaminas: nessa fase apenas os bebês que foram prematuros, e amamentados exclusivamente ao seio, devem tomar vitaminas. Clique aqui para saber mais.
  • Umbigo: mantê-lo sempre seco, higienizando com álcool a 70% a cada troca de fralda. Pode ocorrer um abaulamento nessa região, saiba mais aqui.
  • Icterícia: comum na primeira semana, e deve ter seu grau avaliado na consulta. Melhora com amamentação eficaz e com o consequente  ganho de peso. Observar se fezes brancas ou piora progressiva do amarelão, e se a ictericia não melhorar em até 20-30 dias.
  • Choro: muito variável nessa idade, sendo que a maioria chora muito pouco. Antes dos 15 dias de vida, a principal causa é Fome. Portanto, devemos sempre checar as outras possíveis causas: frio, calor, fralda suja, sono, necessidade de aconchego…
  • Soluços: são muito comuns nos primeiros meses. Dois tipos básicos: 1) Frio- sempre que troca fralda ou roupa, e 2) refluxo- por estímulos do leite no esôfago com retorno de leite ou regurgitação.

Mas calma, muita calma nessa hora… Todos estarão se adaptando, portanto papais, tentem ficar o mais tranquilo que conseguirem, pois tudo isso passar … Evite o uso de Chupetas nesses primeiros 15 dias de vida, depois está tudo liberado!

A Saúde dos Pais

  • Descansar quando o bebê dorme é a regra de ouro;
  • Comer quando o bebê dorme é outra boa ideia;
  • Avise a um especialista caso esteja se sentido triste, sem ânimo, ou vontade de sumir. A Depressão Pós-Parto é comum e tem tratamento, saiba mais nesse artigo do Dr. Drauzio Varella;
  • Os filhos mais velhos na fase inicial, o ciúme impera, e como o bebê precisa de atenção frequente, inclua-o nas tarefas com o bebê, assim eles terão um pouco de atenção e se sentirão úteis. Dedique um tempinho a cada criança isoladamente, fazendo o que ela mais gostava antes do bebê nascer.

Alimentação

  • Somente leite pode ser dado nessa idade;
  • Fome: ele vai acordar, por a mão na boca, sugar, chorar/resmungar, e até mesmo superficializar o sono;
  • Leite Materno: o leite aumenta entre 2 e 5 dias, tendo diferença entre parto normal (mais cedo), ou cesariana (se marcada demora mais para descer). Não existe leite fraco, mas variações na quantidade e no teor de gordura, gerando grande variação na duração das mamadas e ao intervalo das mesmas.
  • Mamadeira: deixo claro que, nessa idade ainda não devemos desistir, mas se nada está dando certo, utilizar algum leite específico para a idade, como o Aptamil 1, Nan 1, Isomil 1, Enfamil 1, Nestogeno 1 ou Milupa 1. Sempre oferecer com água fervida ou mineral e esterilizar a mamadeira a cada uso;
  • Sempre manter a criança na posição vertical por 10-15 minutos após todas as mamadas, independente de arrotar ou não. Mais importante que arrotar, é reduzir o risco de regurgitação ou engasgos, pois nem todas as crianças realizam os arrotos;
  • Xixi: a quantidade indica o quanto está mamando;
  • Cocô: fazem muito, mas muito mesmo. Basicamente evacuam a cada mamada ou  umas 10 vezes ao dia. Intervalos normais:
    • Leite materno: pode demorar até 7 – 10 dias entre cada evacuação. Sempre mole.
    • Mamadeira: a cada 3 dias, e deve ser mole.

Vacinação

  • As vacinas devem ser realizadas na Maternidade.
  • BCG: contra tuberculose realizado no braço direito. Pode demorar até seis meses para inflamar e cicatrizar.
  • Hepatite B – primeira dose: devem ser administradas nas primeiras 12 a 24 horas de vida da crianças, as outras serão realizadas até os seis meses de vida.

Banner novo youtube

O que já sei Fazer?

  • Basicamente, eles não sabem fazer nada, exceto o mínimo para se manterem vivos;moro
  • Eles estão aprendendo a mamar, a fazer cocô – pois xixi já faziam na barriga da mãe – se adaptando ao ambiente com luz, barulhos, toques e todos os outros estímulos;
  • Reflexos: são como pequenos tiques que os bebês apresentam, sendo o mais angustiante para alguns pais. Podem ser chamados também de sustinhos ou reflexo de Moro.

Dicas para adaptação e criação de rotinas do Bebê

  • Sono: dormir no claro do dia e no escuro à noite, para reduzir o período de troca do dia pela noite. Dormir no quarto, seja no berço ou carrinho.
    • Evitar panos, travesseiros, bichos de pelúcia ou qualquer objeto que possa gerar sufocamento no bebê;
    • Nunca dormir na cama com o bebê;
    • A maioria acorda muito de madrugada, melhorando a partir de 1 mês;
    • Acordar o bebê somente se ultrapassar 4 horas desde a última mamada, exceto se orientação médica for contrária, como no caso de prematuros ou em baixo ganho de peso, realizando o despertar com toques, troca de fralda ou tirando a roupa.
  • Iniciar assim que possível rotinas para brincar, dormir, dar banho e alimentar;
  • Bebês gostam de ficar contidos devido aos Sustinhos ou Reflexo de Moro, seja pegando no colo, enrolando suavemente em uma manta, apenas para evitar movimentos bruscos.
    • Colo nessa idade é o principal calmante da criança, pegue sem medo de criar mal hábito ou de críticas, mas lembre-se de acostumá-lo a dormir fora do colo.
  • Roupas: bebês no primeiro mês sentem mais frio do que nós, mas não estão no Polo Norte, portanto não exagere nas roupas. Soluços nessa idade são causados por frio.
  • Pele: Bolinhas vermelhas, pequenas espinhas, casquinhas, descamação na pele são comuns de acontecerem no primeiro mês de vida, e só geram preocupação se o bebê tiver febre, não estiver mamando bem ou apresentar sonolência excessiva.
  • Erros nas Trocas de Fralda e Assaduras são comuns nessa idade tanto pela inexperiência dos pais, como pela sensibilidade da pele das crianças.
  • Hábitos: sempre tente criar hábitos que possam ser mantidos a longo prazo. Bebês e crianças adoram rotinas e  gostam de saber o que está por vir para não assustarem.  Só se preocupam em brincar e serem felizes a cada momento, não sabendo o que é melhor para eles a longo prazo. Mas nessa fase, o cuidar é muito parecido com o mimar, o bebê tem que se sentir seguro e acolhido.

Cuidados e Segurança

  • Febre: grande preocupação nos três primeiros meses de vida das crianças, por estar relacionado a doenças mais graves. Neste caso, sempre leve seu filho para avaliação do pediatra, preferencialmente no Pronto Socorro pela necessidade de realizarmos exames nessa faixa etária.
    • Sempre checar se não é excesso de roupas dando um banho e colocando roupas mais amenas;
    • Desidratação também gera febre, ocorrendo em crianças que não estão mamando ou ganhando peso bem, e podem apresentar redução na produção do xixi (menos de 4 fraldas por dia).
  • Engasgos são comuns até os 3 ou 4 meses com leite, e após essa idade com objetos pequenos levados a boca. Virar a criança de barriga para baixo e dar tapas nas costas até desengasgar, sempre observando o rosto para avaliar obstrução da boca ou nariz.
  • Sono:Sindrome da Morte Súbita do Lactente ou Bebê
  • Carro: sempre transportar em cadeirinhas bem presas ao cinto viradas para trás, com o cinto bem afivelado.
    • Se seu carro possuir, utilizar Isofix ou Latch como fixadores da cadeirinha, pois além de mais seguros, eles são mais fáceis de instalar. Essas cadeirinhas ainda devem ser importadas (site de indicação pessoal: Amazon.com ou trazidas dos exterior), pois não são vendidas no Brasil.
  • Queimaduras:  muito cuidado com bebidas quentes, tanto nas mamadeiras do bebê como dos adultos, como café ou chá, e com a temperatura da água do banho. O melhor teste de temperatura é sempre o contato com nossa própria pele.
  • Prevenção de Doenças: Redução de até 80% das doenças da infância:
    • A Imunidade é ruim nessa idade, e as doenças mesmo leves em adultos, podem ser graves nos bebês;
    • Evite contato com cigarro/fumaça pelo risco de alergia e doenças pulmonares;
    • Peça a todas as pessoas que lavem as mãos antes de mexer com seu filho;
    • Lave as suas mãos mais de 5-10 vezes por dia e sempre que sujar, seja com fralda, leite, ou outros afazeres;
    • Evite lugares públicos que possua aglomerações nos primeiros meses;
    • Sapinho: doença causada por fungos transmitidos principalmente por mãos contaminadas (adultos e crianças grandes não pegam a doença) ou objetos como chupetas, mamadeiras e mordedores não esterilizados corretamente.

A maioria das queixas dessa idade são desvios temporários da “normalidade”, sem nenhuma consequência à curto e à longo prazo, ou a falta de conhecimento do comportamento normal dos bebês, mas extremamente estressantes e infinitas para quem está passando por essa situação.

Os pais não devem ter rotinas ou horários rígidos nessa fase, pois os bebês tem comportamento errático e sem nenhum padrão. Nessa fase eles devem seguir ao sabor dos ventos ou da maré, liberando a criança para se adaptar mais livremente ao mundo fora da barriga.

Resumindo: as únicas preocupações dos pais devem ser a Amamentação e o descanso, pois a maioria das outras alterações resolvem espontaneamente.

Dr. Christian Helfstein

CRM/SP 119.947

banner novo - telemedicina

Textos Relacionados

Novidades para Você!Cólica do BebêSoluços nas CriançasChupeta  e DedoConsulta de 1 Mês com Pediatra - PuericulturaHérnia UmbilicalHidroceleRefluxo GastroesofágicoCausas de Choro no BebêComo Trocar Fraldas - Dicas aos IniciantesO Sono Normal das Crianças

17 comentários sobre “Primeira Consulta

  1. Minha filha esta com febre tem 2 dias hoje.
    Ela estava sem fazer cocô. Mas no hospital ele colocaram supositório nela ai sim ela fez. Mas a febre vai volta o q fazer.?

    Curtir

  2. Bom dia.Minha filha tem 2 anos e toda vez que tem mudança de tempo ela começa a tossir,uma tosse estranha,muito forte mais a noite,coriza,espirros,mas sem febre.O que pode ser q ela tenha?

    Curtir

  3. boa tarde, doutor minha filha de 2 anos ta ficando 7 dias sem fazer coco ja levei na emergencia fizeram lavagem ai ela fez, ja fui na nutricionista e ta fazendo dieta mas mesmo assim continua prendendo estou desisperada.

    Curtir

  4. Bom dia,
    Tudo bem Dr?
    Minha bebe tem 5 meses, semana passada ela teve uma diarreia, mas agora ja passou.
    Só que ontem e hoje ela fez coco por duas vezes seguinte. Sera que tem alguma coisa a ver com o frio? Pois com esse frio ela aumentou a quantidade de mamadas.

    Curtir

  5. Boa noite
    Você tem leite sem ele mamar nunca? Ou ele mama pouco?
    Durante alguns meses é comum a saída de pequenas quantidades de leite ao ordenhar
    A presenca de leite em outras situações deve ser investigada pois pode ser uma doença.
    Hoje em dia não é mais indicado a utilização de medicações para secar o leite.
    Abraços

    Curtir

  6. Oi tenho um bebê de 10 dias e notei que apareceu nele manchas vermelhas no peito como se fosse brotoeja (está parecendo umas pintinhas vermelhas) o que posso fazer?

    Curtir

  7. Boa noite
    Uma bilirrubina de 30 é muito alta e existe uma possibilidade alta de seqüela.
    Você deve acompanhar o desenvolvimento neurológico com muito cuidado.
    Se existir a possibilidade de acompanhamento com neurologista pediátrico, seria o ideal.
    Observar distúrbios motores, convulsões, movimentos anômalos do corpo e etc.
    Abraços

    Curtir

  8. Olá meu bebê depois de 4 dias apareceu com icterícia,foi hospitalizado com 30mg de biliburina fez fototerapia é teve alta com 13,54mg será q vai ficar com sequelas! ?Estou com muito medo.

    Curtir

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s