Clique aqui para saber as Novidades

Infelizmente para aqueles Pais que gostam de uma receitinha pronta e de fácil execução, a Retirada da Fralda é individualizada tanto na maneira, na idade, na sequência e no período em que ocorre. Não entrarei em detalhes muito profundos pois na prática ninguém precisa saber isso para ter sucesso.

Kit Básico Para Retirada

  1. Uma Criança que de alguma maneira consiga ou queira avisar (fala ou gestos) que quer fazer ou fez suas eliminações
  2. Pais com vontade de retirar ou uma Escolinha que faça esse papel
  3. Local: um redutor de vaso sanitário ou um vaso sanitário em miniatura, ambas são facilmente encontrados em lojas ou supermercados, aliás os do meu filho (temos os dois) foram comprados no 1,99 e são ótimos. Geralmente a criança tem uma preferência por um dos dois tipos – depois entro em detalhes sobre a diferença
  4. Muitas calcinhas ou cuecas, pois no início o número de “acidentes” é grande (mais de 5-10 por dia)
  5. Muita paciência: nos primeiros meses, as falhas são muito comuns e não devem ser recriminadas.
  6. Não ter pressa: aguardar o tempo de seu filho, mesmo que seja muito depois que a média dos amiguinhos dele.

Não existe uma idade ideal para a retirada da fralda, mas o desenvolvimento do controle dos esfincteres, ou seja músculos que controlam o xixiXixi ou Cocô na roupa ou cama e o cocô, deve ocorrer entre 1 e 5 anos de idade. Isso mesmo, consideramos normal falhas até os 5 anos de idade.

Mas cada criança tem o seu tempo e devemos respeitá-lo.

Resumindo, a Criança é que define quando a fralda deve ser retirada dando sinais de que já iniciou o controle dos esfíncteres.

Se seu filho já saiu da fralda mas faz xixi ou cocô na roupa ou cama, clique na figura ao lado para saber mais.

Como Saber Quando a Criança Está Preparada?

O desenvolvimento do controle esfincteriano ocorre em três etapas básicas, cada uma delas com em média 2-3 meses:

Avisa Depois: percepção da vontade de fazer xixi e cocô apenas depois de ter feito, percebendo que está molhada e suja. Nesta fase é importante ajudar a criança a diferenciar e nomear o xixi e cocô. Por favor, não tire a fralda nessa fase!!

Geralmente a percepção é mais precoce quanto mais úmida ou suja a criança se sente, portanto é uma tendência que crianças que ficam de cueca ou calcinha aprendam mais rápido que os que sempre ficam de fralda, mas isso pode gerar muito estresse nos Pais e na criança porque pode demorar meses para uma criança de 01 ano aprender a avisar.

Aviso aos usuários de Pampers Premium Care, Huggies ou Turma da Mônica Supreme Care ou Up and Go

Fraldas com maior presença de gel e mais caras, que mantêm a criança mais seca, tendem a deixar as crianças mais confortáveis, mesmo com muito xixi e portanto elas demoram mais  a sair da fralda. Quanto pior a fralda, maior a tendência da criança aprender a controlar sua eliminações com o intuito de ficar mais seca e limpa.

Avisa Durante: provavelmente a fase onde ocorrem mais erros e traumas pois a criança avisa segundos antes ou depois de ter feito xixi ou cocô, levando muitos Pais a deixarem a criança sem fralda e tentar correr com a criança a cada pedido, mas geralmente não dá tempo, a criança suja a roupa e os Pais acabam demonstrando descontentamento com a criança.

Normalmente nessa fase, os Pais observam mudanças de atitude segundos antes do xixi ou cocô como parar de correr ou brincar, se dirigir a um local específico, ficar de cócoras etc. Apesar de perceber a vontade, a criança ainda não tem tempo de avisar pois percebe apenas no instante em que a eliminação ocorre.

Nesta fase, o mais importante é ambientar a criança com o banheiro, pinico ou vaso sanitário, mesmo que seja usando fralda. Os Pais devem mostrar a criança que também fazem sua “eliminações” no banheiro, para que serve a privada, descarga e outros objetos referentes as eliminações.

Uma dica é sempre jogar o cocô no vaso a cada evacuação e orientar a criança que cada evacuação no vaso significa a possibilidade de dar a descarga como prêmio. Eles adoram mexer em qualquer coisa relacionada a água.

Avisa Antes:  nesta fase a criança percebe com antecedência o suficiente para que os Pais possam levar ao banheiro e inicialmente retirar a fralda antes da eliminação. Depois de alguns dias podemos deixar sem fralda, mas sempre atentos para evitar intervalos longos sem micção e os primeiros sinais de cólica antes de fazer cocô.

A retirada da fralda nessa fase raramente é traumática para a criança ou para os pais. Na média, esse fase ocorre próximo dos 2 anos de idade, e orientamos que é mais fácil a retirada da fralda no verão.

Claro que isso não é uma regra, cada criança é de um jeito. Em meu filho, iniciamos a retirada da fralda pouco antes dos 2 anos, mas ele não estava preparado, chorava a cada falha e ficava irritado ao ser levado ao banheiro com frequência. No inicio do inverno, já com dois anos, a retirada foi super tranquila e nada traumática.

Como Fazer?

Sempre oriento que a participação da criança é necessária nesse processo, portanto um mês antes da retirada definitiva da fralda é aconselhável conversar frequentemente sobre fazer xixi e cocô no banheiro, mostrando como você mesmo faz e repetindo a sequência com ele, com fralda ou sem fralda, apenas no intuito de ensinar como se faz, sem esperar que ele realmente faça.

Esse período de preparação só pode ocorrer nas fases “Avisa Durante ou Avisa Antes”, para que seja mais efetivo e útil, sem forçar a criança a um patamar de desenvolvimento que ela ainda não tem.

No geral, nesse mês de preparação a criança já pede para ficar períodos sem fralda, e é claro que geralmente ele faz nas calças a maioria das vezes. Com o passar dos dias, a repetição do processo, fazendo no banheiro ou nas calças, irá ensinar a criança a avisar com maior antecedência ou ao menor desejo (xixi a cada 15 minutos).

Quando percebemos, ele já está ficando mais de uma hora controlado e só temos que lembrá-lo que ele precisa fazer xixi de tempos em tempos, afinal ele aprendeu a segurar para só depois aprender a parar de  brincar para urinar.

Tenha muita paciência para não desistir no meio do caminho. É melhor algumas falhas na roupa de baixo que “ensinar” ou “tolerar” que a criança coloque fralda no momento da eliminação. A criança vai aprender que a etapa da fralda passou apenas se os adultos também considerarem isso e não utilizarem a fralda a cada falha ou erro.

É claro que não devemos ser radicais. A retirada da fralda deve ocorrer na escola ou em casa, locais de fácil acesso ao banheiro e observação será mais fácil. Inicialmente, eu oriento os Pais, e eu também fiz isso, a colocar a fralda quando sair para locais onde a criança ficará distraída ou aonde o banheiro não está prontamente disponível.

Primeiro o Xixi ou Cocô ?

Como sempre não existe uma regra quanto à isso. Em geral, o cocô é mais fácil de controlar, pois o intervalo entre a vontade (cólica) e a efetiva saida das fezes é maior e o número de evacuações por dia é muito menor que o de micções.

Resumindo, as crianças falham menos no cocô provavelmente porque fazem menos vezes e para nós é mais evidente quando eles estão com vontade.

A primeiro a ser controlado será o primeiro que seu filho perceber que está com vontade, independente de ser xixi ou cocô. A observação dos atos de seu filho irá responder qual eliminação será controlada primeiramente.

Só de Dia ou de Dia e Noite juntos?

De regra, a fralda diurna sai alguns meses antes da fralda noturna. Existem casos em que alguns anos separam as duas retiradas. Sou favorável a manter a fralda enquanto a criança não amanhece por 20 – 30 dias consecutivos de fralda completamente seca. Isso evita o famoso xixi na cama, que muitas vezes gera trauma, distúrbios familiares e vergonha na criança.

Se na sua Família as criança demoram para parar de fazer xixi na cama, a causa provável é uma alteração genética família que causa o atraso na secreção de um hormônio que controla o xixi noturno. Tenha paciência para evitar a retirada precoce da fralda.

Meu Filho Não Quer Sair da Fralda por Preguiça. O Que Eu Faço?

Não há efetivamente o que fazer, pois o controle esfincteriano e a saída da fralda são completamente dependentes da participação da criança. Temos dois caminhos a seguir:

  • Tirar mesmo assim e aguentar as consequências, que podem ser traumas, birras ou sujeiras propositais, mas que em geral passam quando a criança “se conforma” em crescer.
  • Não tirar e esperar a colaboração da criança. Isso não significa se acomodar, mas muito pelo contrário, deve ser feito um trabalho ativo de convencimento da criança sobre a normalidade de crescer e sair da fralda.
    • Normalmente isso ocorre pela presença de outro criança mais nova no ambiente, irmão, parente ou vizinho, levando a uma disputa por atenção e a saída da fralda pode ser considerada como uma perda de terreno nessa “guerra”. Nesses casos, muitas vezes a saída da fralda fica por conta do mais novo.

Uma política de recompensa a longo prazo, 20-30 dias sem fralda, é aconselhada nesses casos. Recompensa não é presente, ela pode ser estrelinhas, pipoca em um fim de semana, um passeio no parque ou em algum parente a criança goste.

Traumas

São muito mais incomum do que nossa cultura popular divulga. Os traumas verdadeiros são associados aos maus tratos, principalmente quando relacionados a abuso sexual ou manipulação genital. Nesses casos o Conselho Tutelar, o Médico e um Psicólogo participarão do tratamento.

Muito mais comum e pouco divulgada é a dificuldade na saída da fralda exclusivamente no cocô causada pela constipação intestinal. O tratamento da constipação é condição imprescindível para a retirada da fralda.

Não quer sentar no vaso

Algumas crianças consideram a sensação de queda do cocô no vaso sanitário como a perda de parte de seu corpo, como se algo deles caísse,  e isso os leva a evacuar apenas na fralda, aonde o coco se mantem em contato com a pele e não existe essa sensação de perda. Para ajudar, mesmo nas evacuações na fralda, levamos o coco e o jogamos no vaso sanitário e damos tchau.

Algumas vezes somos obrigados a “forçar” a criança a sentar no vaso ou privadinha, seja através de premiações a cada evacuação bem sucedida ou mantendo a criança sentada por períodos cada dia mais longos através da distração como uma história ou da força mesmo.

Fatores Que Dificultam a Retirada da Fralda

A Constipação ou intestino preso e o excesso na ingestão de líquidos são os principais fatores dificultadores da retirada da fralda:

  • No caso da Constipação Intestinal, a memória da dor associada à evacuação leva a criança a tentar evitar o máximo evacuar, gerando um aumento no volume das fezes e seu endurecimento que irão causar ainda mais dor na próxima evacuação. Esse ciclo vicioso pode ser interrompido com tratamento adequado.
  • As crianças que ainda mamam excessivamente no momento da retirada da fralda tem uma tendência a apresentarem maior dificuldade no controle com maior número de falhas apenas pelo volume aumentado de urina, levando ao “transbordamento”, que é quando a criança faz uma quantidade imensa de xixi de uma única vez. Esse fenômeno é aumentado se o excesso ocorrer no período noturno, pois o transbordamento ocorrerá durante o sono.

Pacientes Especiais

Crianças com alguma doença de base neurológica, cardíaca, intestina, renal ou em uso de medicamentos que causem aumento do volume urinário como diuréticos, ou constipação como alguns medicamentos para convulsão, sempre demoram mais tempo para sair da fralda.

A doença neurológica, como doenças degenerativas, falta de oxigênio por qualquer razão ou meningomielocele, é a principal causa de ausência de controle esfincteriano que significa que a criança nunca sairá da fralda.

Espero que tenha ajudado seus filhos a ficarem mais sequinhos!!

Dr. Christian Helfstein – Médico Pediatra

CRM/SP 119.947

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s