Clique aqui para saber as Novidades
Hoje em dia, a hiperatividade é tratada como uma doença muito comum, como um mal que deve ser suportado, como uma cruz que deve ser carregada e principalmente como algo que necessita de medicação ou terapiaTDAH para seu controle.

Para saber mais, clique na figura ao lado.

Na realidade, existem inúmeros fatores muito mais simples de serem resolvidos que tem uma participação importante na “formação de um hiperativo”. Os dois mais importantes que geralmente esquecidos são : a alimentação, principalmente uso de estimulantes, e a educação dada pelos Pais.

educaçãoSim … Sim, muitos pais dão estimulantes para os filhos sem saberem ou mesmo sabendo não relacionam o comportamento da criança com a sua alimentação.

Esses Estimulantes podem agir diretamente no cérebro da criança produzindo uma hiperestimulação, ou apenas fornecendo uma quantidade grande de energia para aqueles pequenos que já transbordam energia.

O pior de tudo é que geralmente a fase em queBirra na Criança essas substâncias são mais livremente fornecidas as crianças é justamente entre 1 e 5 anos, fase em que por característica de desenvolvimento, a criança é mais cheia de energia, mais curiosa, cheia de birras e opiniões.Existem inúmeros estudos científicos relacionando o uso de estimulantes pelas crianças com queixas de hiperatividade, problemas comportamentais e etc.

Abaixo Listo os Principais Estimulantes:

Açúcar (balas, chicletes, bolachas, refrigerantes e etc):

Principal gerador de hiperatividade nas pessoas. Inventado na India, provavelmente em torno de 500-600 d.C., o açucar foi muito caro e raramente utilizado até 1600 quando devido a produção maciça na América, seu custo baixou muito.

obesidade - evoluçãoDurante o início da Era Moderna eram comuns as Festas regadas a doces e os relatos da época são muito parecidos aos relacionados ao uso das drogas modernas, sobre o êxtase, a sensação de bem estar e energia gerados pelo açúcar.

Infelizmente, hoje em dia, muito adultos consideram que comer doce é algo extremamente necessário às crianças, sem saber todo o mal gerado (obesidade, alteração de comportamento com hiperatividade e vício, além das alterações do sono).

O vício em açúcar já foi comprovado cientificamente e quanto mais tardia a introdução do açúcar, melhor será para a criança. Meu filho comeu o primeiro doce com 2 anos de idade e ADORA doces, mas é extremamente controlado na quantidade já que fica enjoado se tentar exagerar.

Não confundir açúcar de doces, balas, chicletes, bolachas, refrigerantes e etc, com o sabor doce, como nas frutas e alguns outros vegetais, que podem ser consumidos sem restrição.

Dica: se você vai em algum lugar e quer manter seu filho quieto, nunca dê nada doce para ele, pois você o estará estimulando e não acalmando.

Cafeína

(café, chá preto, chá mate, chá verde e refrigerantes tipo Coca-cola e Pepsi-cola)

Extremamente comum a introdução de café (inclusive na mamadeira de leite) ou de refrigerantes após 1 ano de idade, apesar de eu particularmente não entender o porquê. Meu filho tomou o primeiro gole de café aos 5 anos e meio.

A cafeína é um estimulante cerebral potenteO Sono Normal das Crianças que em baixas dosagens em adultos é comprovadamente benéfico ao estimular o metabolismo basal, a memória e a função cerebral. Lembrando que criança que toma café tem mais insônia.

No caso da criança, ela já possui esse estimulo internamente e o uso de estimulantes externos apenas exacerba a característica incapacidade de ficar quieto da criança, além de poder gerar crises de ansiedade e insônia.

Derivados do Guaraná (refrigerantes).

Assim como a cafeína, descrita acima,  o derivados do guaraná também tem um poder de estimulação cerebral, que em baixas dosagens e em períodos curtos pode ser benéfico aos adultos, porém apenas gera uma estimulação artificial na criança resultando em hiperatividade e, as vezes, crises de ansiedade.

Resumindo:

Se seu filho já é agitado, meu conselho é evitar esses alimentos, principalmente no período da tarde e noite. Mesmo nas crianças “boazinhas”, essas substâncias causam agitação e ansiedade.

Meu filho, por exemplo, raramente come doces eMuita Calma quando come fica extremamente agitado por horas. Imaginem se ele comesse todos os dias.

Pensem em qualquer Festa de Aniversário de criança. Perto da hora do bolo e doces, as crianças já demonstram sinais de cansaço, mas depois de bolo, brigadeiro, beijinho e afins, todos estão exaltados por pelo menos uma hora.

Abraços a Todos!

Dr. Christian Helfstein

Médico Pediatra – CRM/SP 119.947

Limeira – São Paulo

Deixe um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s